Notação para Mapeamento de Processos: Qual a Mais Difundida?

A notação para mapeamento de processos serve para representar de forma gráfica tarefas, atividades e o fluxo de trabalho de um negócio. Por meio de símbolos e abreviações, toda a equipe é capaz de entender as suas responsabilidades dentro do sistema.

Existem diversas formas de representar os processos, sendo que a mais popular é a BPMN (Business Process Modeling Notation). De acordo com a Revista Global Trends, divulgada em 2015, 59% dos entrevistados afirmaram usar esse tipo de notação.

Por que o BPMN é tão popular?

A notação para mapeamento de processos BPMN é simples e clara, pensada para técnicos, gestores, desenvolvedores e colaboradores em geral. Por apresentar todas as fases do processo, ela melhora a comunicação dos profissionais envolvidos.

Esse tipo de representação funciona como uma linguagem universal. Para isso, o BPMN utiliza símbolos que representam cada ação ou evento do sistema. Por meio da padronização da linguagem é possível estruturar todo o sistema e fazê-lo ser entendido por todos.

Assim, a partir da modelagem do processo, os profissionais podem executar suas atividades, com mais produtividade e melhorando as entregas. Além disso, ao visualizar como cada etapa acontece, é possível estar sempre em um ciclo de melhoria para atender às expectativas do negócio.

A grande vantagem do BPMN é que ele possui um conjunto simples de elementos (objetos de fluxo, objetos de dados, objetos de conexão, raias e artesanatos). Porém, esses itens podem ainda gerar dados mais específicos, à medida que aumenta a profundidade técnica.

Outros tipos de notação para mapeamento de processos

Além do BPMN, há outros tipos de notação que podem ser usadas para mapear processos. São elas:

Fluxograma

O fluxograma ou flowchart é uma representação simples dos processos. Por esse motivo, aos poucos, as organizações deixaram de utilizá-lo.

Fluxograma horizontal

O fluxograma horizontal é uma evolução do fluxograma tradicional. Nele, o eixo horizontal representa os processos que estão em andamento, enquanto o vertical indica os profissionais ou equipes responsáveis por eles.

Mapofluxograma

Mais utilizado em linhas de montagem industriais, o mapofluxograma consiste em uma representação gráfica que une a planta da empresa a um fluxograma. Desse modo, ele permite visualizar a sequência de movimentação de materiais e produtos.

Quer saber mais sobre como otimizar os processos da sua empresa? Continue acompanhando o blog da Lecom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.