4 Dicas Para Desenvolver Um Mindset Ágil

Se você já está familiarizado com a ideia de Mindset, precisa saber quão importante é evoluir ainda mais e desenvolver um Mindset Ágil.

Confira abaixo como surgiu o conceito e quais as principais dicas para colocá-lo em prática na sua empresa!

O que é e como desenvolver um Mindset Ágil?

Mindset Ágil  é, basicamente, ter uma gestão focada em tornar a organização cada vez mais adaptável, já que tudo está passível de mudança o tempo todo. Portanto, desenvolver um Mindset Ágil é preparar a cultura organizacional para ter uma pronta resposta às mudanças.

Este conceito foi fundamentado pelo Manifesto Ágil, que são os valores e princípios para o desenvolvimento de software, criado em 2001 por um grupo de 17 programadores. Mas, desde então, o mercado tem olhado para o tema Ágil de maneira abrangente e diferente, para atender outras necessidades.

Para colocar esse desenvolvimento em prática, separamos sugestões baseadas nos quatro pilares da filosofia que foi a base de tudo, olha só:

Humanize seus processos

Pilar I: “Indivíduos e Interações mais que processos e ferramentas”

Para desenvolver um Mindset Ágil, no qual as pessoas trabalham juntas por um objetivo em comum, é preciso que os processos sejam ágeis e eficientes. E por humanizá-los, você passa a considerar as expectativas das  pessoas envolvidas.

O importante é estar aberto à novas possibilidades, afinal, o objetivo não é apenas entregar conforme o protocolo. A ideia é ter a visão orientada pelo cliente, promovendo a inovação conectada aos desejos dele, o que nos leva à próxima dica.

Priorize a experiência do cliente

Pilar II: “Software em funcionamento mais que documentação abrangente”

Nas metodologias tradicionais são usados um modelo cascata que muitas vezes não atende o nível de eficiência exigido pelo mercado, pois demanda muito tempo. Já no Ágil, não é preciso seguir aquele protocolo de escrever o sistema todo para depois ser desenvolvido.

Há um corte de etapas, no qual se aprende fazendo, priorizando sempre a experiência do usuário, para trazer a maturidade do software.

Portanto, para garantir que os olhos fiquem voltados para o cliente, é importante tê-lo presente em todas as fases do processo, de maneira colaborativa. Assim, ele participa das etapas, não apenas do produto final.

Promova colaboração e engajamento

Pilar III: Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos”

Para ter pessoas engajadas, é preciso que elas acreditem e sejam parte ativa no desenvolvimento. Com isso, elas se envolvem com o projeto e se colocam à disposição do cliente no que for preciso para que o resultado seja atingido.

Por isso, é fundamental estimular a interação de todos os envolvidos no processo, para que as expectativas sejam aliadas e todos se sintam recompensados com o resultado alcançado!

Abrace o novo

Pilar IV:Responder a mudanças mais que seguir um plano”

Por meio do Mindset Ágil, você pode se reposicionar estrategicamente no mercado, com dinamismo nos processos que afetam, tanto internamente quanto o cliente. Para isso, é preciso atentar-se às mudanças de maneira flexível, não engessada.

Dica extra: para obter um Mindset Ágil, é preciso ter resiliência e saber aprender com os erros. Dessa forma, será possível aperfeiçoar constantemente o produto, serviço ou processo até alcançar o seu nível máximo de qualidade. Quando se trata de Metodologia Ágil, erros são oportunidades, e, quanto antes se erra, mais cedo se aprende.

Nota-se que todos os pilares dependem uns dos outros para serem eficazes. Por isso é ter disciplina para desenvolver um Mindset Ágil, seja com essas dicas ou com qualquer outra metodologia implementada.

Quer saber mais sobre o assunto? Fique de olho aqui no blog da Lecom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.