Você sabe o que é iBPM?

Você já ouvir falar em iBPM? Sabe o que é iBPM e para quê serve? Ao longo desse artigo tiraremos suas dúvidas!

Também vamos tratar sobre a ‘próxima onda’ de aplicativos de negócios centrados no cliente através do Intelligent Business Process Management ou Gestão de Processos de Negócios Inteligente (iBPM).

O que é iBPM?

Antes de tudo, qual a razão deste ‘i’ de Intelligent antes de BPM?
De uma forma geral, existem vários motivos. Como: casos dinâmicos envolvendo os trabalhadores do conhecimento, ferramentas social/collaboration, mobile, cloud, regras de negócio, analytics e iBPM adaptável para decisões em real time.

Vamos aprofundar em o que é iBPM para entender melhor…

Basicamente, iBPM é uma disciplina transformadora que ajuda as organizações a alcançar os seus objetivos estratégicos. Abrange várias fases iterativas, desde a concepção à execução para monitorização e melhoria contínua. Ela desempenha um papel chave no processo de melhoria e arquiteturas corporativas.

Talvez o mais importante, iBPM ajuda as organizações a alcançar um robusto foco no cliente, através da automatização de suas políticas e procedimentos.

A evolução do o que é iBPM foi uma longa jornada. 

Gerenciamento de Processos de Negócios Inteligente evoluiu de avanços na melhoria de processos, transformação do negócio, automação de trabalho, regras de negócio, analytics, arquitetura empresarial, internet, e colaboração social.

As disciplinas e tecnologias iBPM estão permitindo o surgimento das “organizações adaptáveis”. Através do iBPM, uma empresa adaptável alinha continuamente os seus objetivos do negócio com as políticas e procedimentos operacionalizados com total transparência, visibilidade e controle. Mais importante, uma empresa adaptável é ágil e pró-ativa na resposta à mudança. Afinal, a única constante é a mudança no negócio!

Um negócio é um conjunto de políticas e procedimentos. Agora, de onde são derivados?

6 procedimentos importantes para o seu negócio:

  • Política & Manuais de Procedimento: Se você está lidando com as operações da frente, meio ou back-office, existem políticas e procedimentos manuais. Sem iBPM, os trabalhadores precisam ser treinados para seguir as descrições documentadas de políticas e procedimentos. Resultando em processamento manual, caro e sujeito a erros.

  • Cabeça das pessoas (trabalhadores do conhecimento): Muitas vezes, não são os peritos ou trabalhadores do conhecimento, que possuem as políticas e procedimentos (as regras do negócio) em suas cabeças. O desafio é de colher essas políticas e procedimentos. Com iBPM, os trabalhadores do conhecimento podem participar nos processos automatizados de forma colaborativa, casos dinâmicos.

  • Código Legado: Outra fonte de políticas e procedimentos é o código legado que contém a lógica de negócios. As políticas incorporadas são muitas vezes ossificadas em código legado com pouca ou nenhuma visibilidade do negócio. Eles são difíceis de alterar ou ampliar. O desafio é aproveitar os sistemas legados, permitindo a organização de modernizar e ser ágil. Isto é como trocar o óleo de um carro com o motor ligado.
    iBPM pode transformar e modernizar os legados históricos.

  • Dados: Às vezes, o comportamento dos clientes estão escondidos em bancos de dados operacionais, armazéns de dados históricos, e cada vez mais no “big data” que precisa ser extraído e operacionalizado. Através de mineração de dados técnicos, modelos preditivos de comportamento do cliente podem ser descobertos de dados. O desafio torna-se então a execução ou operacionalização dos modelos descobertos. iBPM fornece o contexto para a execução de decisões preditivas.

  • Modelagem: Em outras situações, as empresas embarcam na direção de iniciativas de modelagem para capturar modelos “as-is” para ver como eles podem melhorá-las, e criar modelos “to-be”. Muitas vezes, essas iniciativas de modelagem resultam em documentação e modelagem de artefatos volumosos com pouco impacto nos negócios ou no valor do negócio.

  • Gestão de Processos de Negócio Inteligente: é sobre automação de processos de negócio: não só captar as políticas e procedimentos no sistema iBPM como modelos, mas automatizar estes modelos, a operacionalização deles, e permitindo monitorar e melhorar o negócio de forma contínua.

A evolução do BPM

BPM está evoluindo de um modelo de planejamento tradicional centrado para um esforço mais dinâmico em muitos domínios de negócios. Para que uma organização possa melhor se adaptar às novas circunstâncias.

cinco tendências que evoluíram e culminaram como iBPM. São eles:
  • Processo de Melhoria
  • Automação de Processos
  • Inteligência de Processos
  • Arquitetura de Processos, e
  • Os Participantes do Processo

Para essas convergências, o iBPM fornece a plataforma, soluções, melhores práticas, metodologias e governança​.

Nesse artigo, tratamos como iBPM pode servir como um grande facilitador para a melhoria, para transformação e modernização das empresas. Uma companhia adaptável é ágil e pró-ativa na resposta à mudança, para isso também contamos com a metodologia Agile, que enfoca a ciência e a arte de como construir Soluções Ágeis intrínsecas ao iBPM.

Quer saber mais sobre agilidade? Leia o artigo “BPM Ágil: o futuro é agora” ou acesse a página BPM Ágil!

Fonte: www.pega.com/insights/resources

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.