Qual a Relação Entre o Reconhecimento Óptico de Caracteres e a Jornada Digital?

As ferramentas de RPA oferecem diversas funcionalidades que podem ser úteis em diversas ocasiões e segmentos empresariais. O reconhecimento óptico de caracteres é um deles, e pode facilitar muito operações de cadastro e organização de documentos, principalmente em um cenário de transformação digital.

No momento da implementação de soluções de automação, isso pode ser extremamente benéfico! Confira alguns detalhes neste artigo e entenda mais.

O que é o reconhecimento óptico de caracteres?

Popularmente conhecido como “OCR” por causa de seu nome em inglês (Optical Character Recognition), o reconhecimento óptico de caracteres é uma ferramenta que reconhece, em imagens, figuras que podem ser transformadas em símbolos e reconhecidas, posteriormente, como textos.

Tudo funciona por meio de uma leitura aprofundada do contraste das letras no papel. As partes escuras (letras) são vistas e interpretadas — como em um código binário — para serem convertidas em um documento digital totalmente editável.

A ideia é ter um hardware que possa capturar o texto, como um celular, um scanner e até máquinas fotográficas. Hoje já existem tecnologias que, inclusive, conseguem capturar as letras de papéis coloridos.

OCR facilita os processos de transformação digital

O processamento de documentos está relacionado a quatro atividades:

  • identificar — “descobrir” o tipo de documento (imagem, manuscrito, impresso);
  • classificar — com base na identificação, a classificação envolve a inserção do documento em algum grupo mais sólido;
  • ler — reconhecer, de fato, o documento;
  • interpretar — gerar conclusões a respeito do texto que foi reconhecido;
  • atuar/assimilar — realizar ações baseadas nas conclusões, como enviar notificações, mostrar lembretes e armazenar os dados com base no formato assimilado.

Em um cenário de automação inteligente, o reconhecimento óptico de caracteres só consegue classificar e ler os documentos. Modelos de RPA realizam todas as outras etapas (com exceção das que o OCR faz). Por essa razão, é bom ter os dois trabalhando em conjunto.

Isso é essencial para ampliar a eficiência das primeiras etapas da jornada digital, que envolvem a digitalização dos documentos para, posteriormente, implementar uma solução de gerenciamento automatizado de processos, como um BPMN.

Quer saber mais sobre transformação digital e plataformas que podem facilitá-la em sua empresa, além de aumentar a eficiência operacional? Veja o que temos a oferecer. Conheça os serviços da Lecom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.