Humanização da Comunicação: Um desafio

A comunicação faz parte da essência do ser humano. Começo agora, um breve devaneio, vocês vão entender… Passando pelas artes rupestres, escrita egípcia, escrita romana… Até chegar aos dias de hoje. É um processo evolutivo e natural. Apesar de o vocabulário base permanecer o mesmo, novas palavras e gírias surgem a todo tempo, as pessoas vão adaptando a linguagem verbal conforme a necessidade da época. Um exemplo é: Um mesmo significado para palavras diferentes – Festa dançante, casa noturna, boate, discoteca, balada. Todas significam a mesma coisa, mas foram usadas em épocas diferentes.

E os seres humanos não se comunicam somente entre si: Comunicam-se com o mundo ao seu redor também. Você consegue identificar quando seu gatinho ou cachorrinho estão com fome ou querem algo, quando uma planta precisa de água ou mais luz, quando vai chover, entre outras formas de comunicação. Portanto, a comunicação não precisa ser verbal para que seja entendida, basta entender os sinais. Os significados reais das coisas.

Toda essa explicação foi feita por uma questão simples: o post do Lecom em Ação de hoje vai tratar de Comunicação Organizacional, um assunto já abordado em nosso blog, mas que por sua importância, vale a pena ser ainda mais explorado. No outro post falamos sobre comunicação institucional; a temática dessa vez é Comunicação Interna e a dimensão de seu valor dentro e fora da organização.

Margarida Kunsch é uma grande pesquisadora da área de Relações Públicas no Brasil, focada em Comunicação Organizacional. Baseado em diversos artigos escritos por ela, afirmo que a comunicação humaniza a organização. Parece óbvio, mas não é. E por quê? Simplesmente porque a comunicação está cada vez mais rápida.

Uma única frase postada nas mídias sociais ou um comportamento fora do horário de trabalho pode ter repercussão mundial, tanto positiva quanto negativa. Ou seja, a imagem de uma empresa também é constituída por seus funcionários.

A comunicação é a forma de você externalizar o que está sentindo, transmitir uma mensagem, estreitar os relacionamentos. Portanto, para que o significado da palavra “comunicação” seja colocado efetivamente em prática – e neste caso, estamos falando da comunicação interna de uma corporação – não é somente comunicar ao funcionário, mas também é ouvi-lo. E mais: tornar essa comunicação humana é um desafio.

Não basta ter um layout bonitinho, é necessário ter conteúdo, falar diretamente ao funcionário e através disso, trazê-lo cada vez mais próximo da empresa. Essa comunicação precisa ser constantemente revista. Afinal, eles são reflexos da cultura empresarial e é de extrema importância que ele se sinta parte da organização.

E você, já se comunicou com sua empresa hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.