Modelar processos corporativos com técnicas de BPMN

Como modelar processos corporativos a partir das técnicas do BPMN?

Profissionais da área de Tecnologia da Informação e Comunicação Digital sabem, mais do que ninguém, que todas as atividades e processos no mundo corporativo devem ser mapeados para que se possa entender, compartilhar, revisar e melhorar sua qualidade. Seguindo este pensamento, o gerenciamento de processos, ou como também é chamado BPM (Business Process Management) se propõe a garantir os resultados das organizações através de uma gestão detalhista de cada processo.

Pensando nisso, o nosso colaborador André Farina, arquiteto de soluções e coordenador da área de Produtos & Tecnologia, criou um artigo sobre como modelar os processos corporativos a partir das técnicas do BPMN (Business Process Model and Notation). O artigo está no site da TI Inside, que você pode acessar clicando aqui.

No texto, André explica que o mapeamento destes processos se dá a partir de conjuntos de notações usados para a elaboração de diagramas, que podem representar os elementos que compõem os processos, como tarefas, eventos e fluxos. Dentre as formas de notações, as mais conhecidas são IDEF (Integration DEFinition), EPC (Event-driven Process) e BPMN.

Para realizar a criação destes diagramas e modelar os processos de negócio são criados tipos específicos de software conhecidos como modeladores de processos, que apresentam ambiente gráfico, intuitivo e de acesso rápido. Tais ferramentas são parte muito importante da filosofia BPM, trazendo um melhor entendimento, compartilhamento e monitoramento para os processos das organizações.

Se interessou? Acompanhe aqui no Blog Lecom as novidades e tendências da área de gerenciamento de processos de negócio e em breve teremos o lançamento do ATOS Modeler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.