Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Lecom | March 23, 2017

Scroll to top

Topo

Soluções de BPM viabilizam e impulsionam a Internet das Coisas de forma exponencial

Como soluções de BPM viabilizam e impulsionam a Internet das Coisas de forma exponencial

| On 14, fev 2017

Nos dias atuais, tecnologia da informação finalmente caminha a passos firmes e largos para se tornar um bem comum de consumo. Embora ainda exista um longo caminho social e de infraestrutura a ser percorrido, ações como instalar aplicativos em smartphones, pedir a senha da rede Wifi em qualquer tipo de estabelecimento e até mesmo caçar personagens virtuais via geolocalização fazem parte efetiva do cotidiano de praticamente todas as gerações. Seja para facilitar nossas vidas ou nos entreter, não precisamos mais de justificativas para consumir tecnologia. Ou seja, o valor que ela agrega à vida moderna é claro e evidente, o que a torna um bem de consumo.

Fruto desta importante e necessária comoditização da tecnologia, novos conceitos nascem e se solidificam – enquanto outros morrem. Cada nova tecnologia tem o intuito de endereçar mais assertivamente determinados aspectos e comportamentos. Elencar e explicar todos os conceitos contemporâneos e futuristas renderia um artigo completo, contudo, este em especial, visa somente abordar e associar um importante conceito tecnológico: a Internet das Coisas, ou IoT.

IOT, da sigla Inglês Internet of Things

IoT, da sigla em inglês Internet of Things, talvez seja o conceito que mais nos aproxime de aspectos futuristas e dos roteiros dos filmes de ficção científica, nos quais robôs, eletrodomésticos inteligentes, teleconferências e drones se apresentam como elementos comuns à vida humana e, de fato, hoje eles são. Quando citamos a palavra contextualizada “Coisas” de maneira genérica, englobamos tudo aquilo que nos cerca e que de alguma forma pode ser mais inteligente e aderente ao nosso comportamento.

Por razões mercadológicas e pela alta exposição na mídia, as Coisas com maior evidência em termos de inteligência são aqueles categorizados como wearables, ou “vestíveis”, sendo dispositivos inteligentes que podemos acoplar como item básico de vestimenta ao nosso dia a dia ou ainda, a tecnologia embarcada nos modelos de carros atuais.

Entretanto, IoT já é uma realidade muito mais ampla, tanto em termos de oferta quanto maturidade e investimentos globais. Segundo uma pesquisa feita pela Mckinsey, a Internet das Coisas será responsável pela movimentação de cerca de USD 12 trilhões no decorrer dos próximos dez anos. São raríssimas as verticais de mercado que ainda não possuem uma solução específica ou empresas com ofertas especializadas. Se considerarmos as principais empresas de tecnologia do mundo, todas já possuem ofertas e serviços em IoT.

Enquanto IoT parece momentaneamente fazer um ruído mais expressivo no varejo, com os carros inteligentes e os wearables, as grandes oportunidades estão fortemente concentradas em ambientes B2B. Não é à toa que neste ano, o Instituto Mundial de Pesquisas Gartner, introduziu no mercado o conceito de Business Moment, que está diretamente conectado com o cenário e demandas geradas por IoT.

Em resumo, Business Moment é um evento ou uma alteração imprevisível que ocorre durante uma janela de tempo dentro de um ecossistema de negócios. Para estes eventos ou alterações inesperadas, existem oportunidades de negócio que necessitam de uma resposta extremamente rápida. Para clarificar com um exemplo prático e bastante simples, imagine o mau tempo que

ameaça interromper um importante evento de negócio com a participação de muitas pessoas.

A detecção automática e antecipada do mau tempo, dentro do período do evento, poderia também de forma automática, acionar o contato com fornecedores mais próximos da região, que, de forma proativa, teriam a oportunidade de ofertar geradores, lonas, manobristas, capas de chuva e tudo que fosse necessário para mitigar o risco da interrupção do evento e mantê-lo com a qualidade previamente planejada. Manter o evento sem riscos, mesmo com um mau tempo inesperado, em um espaço de manobra curtíssimo, é uma oportunidade de negócio de altíssimo valor agregado, ou somente, agora que exemplificado, é um Business Moment.


Com todo este cenário, demandas, novas oportunidades e conceitos, uma questão básica vem à tona: Qual tecnologia pode complementar e impulsionar as ofertas e soluções de IoT? O título do artigo oferece uma resposta rápida e objetiva: Soluções Inteligentes de BPM ou iBPMS! Soluções de BPM estão cada vez mais sendo potencializadas e potencializando outras soluções e conceitos e, em especial, para IoT, parece que a indústria encontrou um casamento perfeito que endereça tanto o cenário mais emergente de B2B como a consequência da consumerização em B2C.

Esta afirmação é facilmente ratificada se considerarmos o posicionamento estratégico dos principais fornecedores globais de soluções de BPM, costumeiramente citados no reconhecido relatório do Gartner, o Quadrante Mágico. Uma boa parte já levanta a bandeira de IoT como principal foco de atuação, enquanto outros mantém apenas uma citação em forma de funcionalidade. De uma forma ou de outra, seja mais tímida ou mais explícita, IoT já ganhou espaço em um caminho sem volta no universo de BPM e a recíproca é verdadeira.

Se por um lado IoT se expande mais fortemente em dispositivos, conectividade, interfaces e múltiplos protocolos, iBPMS traz consigo de forma nativa: inteligência e agilidade e, agregando as duas soluções para um propósito único, cria-se uma complementaridade perfeita, tendo no backend das soluções de IoT, processos de negócio inteligentes e ágeis como pano de fundo. Os Business Moments são totalmente cobertos e respondidos dentro de um cenário de BPM com automatizações e insights com decisões Ad Hoc, sem contar a implementação de Workflows que trazem qualquer contexto de negócio para um cenário de interação humana. Motores de Regras de Negócio e Monitoramento de Indicadores de Performance permitem o gerenciamento da operação em tempo real e maior assertividade na tomada de decisões, tornando os tradicionais controles em verdadeiros ferramentais estratégicos.

Agora, vamos lá, mãos a obra! Se não sabe como IoT pode agregar em seu negócio, ou ainda, se quer potencializá-lo através de BPM, aqui vão algumas provocações: Consegue mapear quais Business Moments são oportunidades ou já fazem parte do seu negócio? Que tal automatizá-los e prover uma experiência memorável para seus clientes e usuários? Já pensou em ter uma oferta de alto valor agregado que antecipe a necessidade dos seus clientes? O primeiro passo e talvez o mais fácil você já saiba, combine IoT com BPM e seja percebido como único pelos seus clientes.

Artigo publicado originalmente em Revista BPM
A
utor: Diego Mesquita, Chief Digital Evangelist.

escrito por Marina Oliveira

Marina Oliveira

Marina é Analista de Marketing na Lecom S/A e pós – graduanda em Marketing na FGV. Como áreas de interesse, destaca: Mídias Sociais, Cultura e Tecnologia.

Comments

comments

Quer receber informações fresquinhas direto no seu e-mail?
Inscreva-se!

Enviar

comentários

Quer receber informações fresquinhas direto no seu e-mail? Inscreva-se!

Enviar